Faixa publicitária

PostHeaderIcon Actividade

PostHeaderIcon Imagens do 1.º de Maio em Aveiro

Actualizado em (Segunda, 23 Novembro 2015 19:09)

Continuar...

 

PostHeaderIcon A FORÇA DOS TRABALHADORES

NOTA À IMPRENSA

1º DE MAIO

A FORÇA DOS TRABALHADORES

ROMPER COM A POLÍTICA DE DIREITA!

 

Apesar dos prejuízos na participação provocados pela forte chuva que se abateu no distrito à hora dos trabalhadores se deslocarem para as comemorações do 1º de Maio em Aveiro, Maio desceu a Avenida Dr. Lourenço Peixinho até ao largo do Rossio.

Correspondendo ao apelo dos Sindicatos e da União dos Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN, milhares de trabalhadores vindos de todo o Distrito, concentraram-se hoje, na Estação da CP em Aveiro, para participarem na manifestação do Dia Internacional do Trabalhador.

 

Decorrente da situação social que se vive no país e no distrito, as palavras de ordem mais ouvidas foram, entre outras:

* Não ao Tratado Orçamental defender a soberania nacional;

* Este governo hostil quer destruir Abril;

* Contra a exploração a luta é solução;

* É só cortar e roubar a quem vive a trabalhar;

* É urgente e necessário o aumento do salário;

* Emigração não é solução;

* Privatizar é roubar;

* Correr com os aldrabões na luta e nas eleições;

* Onde estão os milhões roubados nos salários e pensões;

* A política que não engana é de Esquerda e Soberana.

Já no Largo do Rossio, João Almeida, dirigente da Interjovem, exigiu um futuro digno no nosso próprio país, o fim da intimidação e da repressão no local de trabalho, que seja respeitada a liberdade sindical, o fim do trabalho precário, o trabalho com direitos, com estabilidade e segurança.

Adelino Nunes, Coordenador da União dos Sindicatos, saudou a luta dos trabalhadores por aumentos de salários e a melhoria das condições de vida, responsabilizou o PS, PSD e CDS pela aplicação de políticas de desigualdade, de exploração e empobrecimento e afirmou que os trabalhadores rejeitam as falsas inevitabilidades, lutam por uma política de Esquerda e Soberana, para construir um Portugal de Futuro!

No final foi aprovada uma Moção, onde os presentes assumiram o compromisso de levar a luta ao voto, para derrotar a política de direita nas próximas eleições legislativas e alterar a correlação de forças na Assembleia da República, para construir uma política alternativa de Esquerda e Soberana que permita retomar e consolidar as conquistas de Abril e colocar Portugal no caminho do progresso, do desenvolvimento sustentável e da justiça social.

DIF/USA/CGTP-IN

Aveiro, 1 de Maio de 2015

Actualizado em (Segunda, 23 Novembro 2015 19:09)

 

PostHeaderIcon RESOLUÇÃO - 1.º de Maio em Aveiro

AUMENTAR OS SALÁRIOS, DEFENDER O EMPREGO E OS DIREITOS

ROMPER COM A POLÍTICA DE DIREITA! POR UM PORTUGAL COM FUTURO

Portugal atravessa um dos períodos mais graves da sua história. A política de direita que foi seguida pelos sucessivos Governos nos últimos 38 anos é responsável pela reconstituição dos grupos monopolistas e pela destruição do aparelho produtivo na indústria, na agricultura e nas pescas, pela

privatização e desmantelamento de empresas e sectores estratégicos que conduziram ao declínio económico e ao retrocesso social sem precedentes desde que foi instaurada a democracia; pela alienação de importantes parcelas da soberania nacional, devido a uma crescente dependência das orientações e directivas da UE e à submissão ao Pacto de Estabilidade e Crescimento e ao Tratado Orçamental.

 

No plano social, são dramáticas as consequências da política de exploração e empobrecimento decorrentes da aplicação dos PEC do Governo PS e aprofundadas com o Pacto de Agressão subscrito pelo PS, PSD e CDS-PP. O desemprego atingiu níveis sem paralelo no nosso país. Só no período de 2009 a 2014 foram destruídos 470 mil postos de trabalho, elevando para mais de 1 milhão e 300 mil o número de trabalhadores desempregados ou em situação de sub ocupação, correspondendo a uma taxa de 24,3%.

 

Actualizado em (Quinta, 17 Setembro 2015 22:54)

Continuar...

 

PostHeaderIcon Participa no 1.º de Maio em Aveiro

Manifesto para descarregar e distribuir (4Mbytes)

Programa do 1.º de Maio para descarregar e distribuir (180 Kbytes)

Manifesto para descarregar e distribuir (4Mbytes)

Programa do 1.º de Maio para descarregar e distribuir (180 Kbytes)

Actualizado em (Quinta, 17 Setembro 2015 22:54)

 

PostHeaderIcon DISTRITO DE AVEIRO COM GRANDES COMEMORAÇÕES POPULARES DO 41º ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL!

NOTA À IMPRENSA.

DISTRITO DE AVEIRO COM GRANDES

COMEMORAÇÕES POPULARES DO 41º ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL!

Em vários concelhos do distrito de Aveiro, a União dos Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN integrando várias comissões dinamizadoras, realizaram um conjunto significativo de iniciativas para as crianças, actividades desportivas, recreativas e culturais.

Na cidade de Aveiro, as comemorações populares tiveram lugar na Praça Joaquim Melo e Freitas, com início às 15 horas, onde os presentes assistiram a um excelente momento cultural com a participação de João Queiroz.

No decorrer das comemorações usaram da palavra o Movimento Democrático de Mulheres (MDM), a Comissão de Utentes da Saúde de Aveiro (CUSA), a Associação José Afonso (AJA), a União de Resistentes Antifascistas de Portugal (URAP) e a União dos Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN, da Comissão Dinamizadora das Comemorações Populares em Aveiro.

Adelino Nunes, em nome da Direcção Distrital da União dos Sindicatos, começou por endereçar uma forte e calorosa saudação aos presentes e a todos os Democratas.


De seguida referiu que comemoramos o 41 Aniversário do 25 de Abril, numa cidade com tradições democráticas e em que, durante a noite fascista, se realizaram os Congressos da Oposição Democrática, mas que lamentavelmente, 41 anos depois da Revolução, temos um Executivo Municipal, de maioria do PSD/CDS, liderado por Ribau Esteves, que demonstra conviver muito mal com estas datas libertadoras dos trabalhadores e do povo português.

Denunciou o actual Executivo de, pelo segundo ano consecutivo, tentar criar dificuldades à organização das Comemorações Populares do 25 de Abril e do 1º Maio, agindo, uma vez mais, como se fosse dono dos palcos e da Cidade e não como gestor dos bens que são de toda a comunidade.

Assegurou que a União dos Sindicatos de Aveiro em momento algum, ou perante qualquer executivo municipal, deixará de combater as tiranias e os tiranos, bem como, da luta em defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo na afirmação dos direitos e liberdade conquistados, precisamente, com o 25 de Abril.

Continuou, referindo algumas das valiosas conquistas alcançadas com a revolução de Abril e que, nos últimos 38 anos, os sucessivos Governos do PS e do PSD, com ou sem o CDS atrelado, e com o apoio do Presidente da República, têm estado a roubar.

Terminou, com confiança na luta e no futuro e fazendo um forte apelo para que todos prossigam a luta em defesa dos valores de Abril, na manifestação que assinalará os 125 anos do início das comemorações do 1º de Maio, que este ano tem como lema “A força dos trabalhadores – Romper com a Política de Direita!”.

A encerrar as comemorações, alguns dos presentes subiram ao palco e cantaram em uníssono a Grândola Vila Morena.

Aveiro, 25 de Abril de 2015

Actualizado em (Terça, 30 Junho 2015 14:17)

 

PostHeaderIcon 1º Maio em Aveiro.

1º Maio em Aveiro.

A União dos Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN, apela aos trabalhadores e ao povo do distrito de Aveiro, para que participe na comemoração dos 125 anos do início das comemorações do 1º de Maio – Dia Internacional do Trabalhador, contribuindo para fazer deste dia, um grande momento de indignação e de luta contra a exploração, os salários de miséria, as injustiças sociais, e por melhores condições de vida, para os trabalhadores e o povo.

Uma luta que travamos com confiança e que nas próximas eleições legislativas se deve traduzir no voto que garanta a eleição de deputados identificados com os interesses de classe dos trabalhadores.

É preciso acabar com a política de direita e Lutar pela alternativa, de Esquerda e Soberana!

A União dos Sindicatos.

Actualizado em (Quinta, 17 Setembro 2015 22:54)

 

PostHeaderIcon CÂMARA MUNICIPAL DE AVEIRO VOLTA A RECUSAR PALCO

NOTA À IMPRENSA

CÂMARA MUNICIPAL DE AVEIRO VOLTA A RECUSAR PALCO

PARA AS COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL E DO 1º MAIO

 

Pelo segundo ano consecutivo o Executivo PSD/CDS na Câmara Municipal de Aveiro tenta criar dificuldades à Organização das Comemorações Populares do 25 de Abril e do 1º Maio, na cidade de Aveiro.

Com efeito, após 41 anos do 25 de Abril, o Executivo Municipal age como se fosse dono dos palcos e da Cidade e não como gestor dos bens que são de toda a comunidade.

Pelas posições assumidas, a actual maioria PSD/CDS na Câmara Municipal de Aveiro, demonstra que politicamente convive muito mal com o que estas datas representam no derrube do fascismo e na libertação dos trabalhadores e do povo.

Pode o Executivo Municipal estar certo, e os Democratas do distrito seguros, que em momento algum a União de Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN, abdicará de combater e de denunciar as tiranias e os tiranos bem como da luta em defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo e na afirmação dos direitos e liberdade conquistados com o 25 de Abril.

Nesse sentido, exortamos todos os Democratas do Concelho de Aveiro a participarem activamente nas Comemorações populares do 25 de Abril, que se vão realizar na Praça Joaquim Melo e Freitas, pelas 15 horas.

O povo unido jamais será vencido!

Actualizado em (Sexta, 29 Maio 2015 20:15)

 
Mais artigos...