Faixa publicitária

PostHeaderIcon Actividade

PostHeaderIcon Vamos dizer que não aceitamos o roubo!

Documento em formato pdf para imprimir e distribuir.

Documento em formato pdf para imprimir e distribuir .

Actualizado em (Quinta, 27 Junho 2013 20:41)

 

PostHeaderIcon 1.º de Maio (SIC)

Actualizado em (Quarta, 12 Junho 2013 21:51)

 

PostHeaderIcon Grande 1.º de Maio em Aveiro

1º DE MAIO

CONTRA O EMPOBRECIMENTO - UMA VIDA MELHOR

MUDAR DE POLÍTICA E DE GOVERNO

Milhares de trabalhadores vindos de todo o Distrito, correspondendo ao apelo dos Sindicatos e da União dos Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN, concentraram-se hoje, no Largo da Estação da CP em Aveiro, para participarem na manifestação do Dia Internacional do Trabalhador.

 

Durante a manifestação, decorrente da situação social que se vive no país e no distrito, as palavras de ordem mais ouvidas foram, entre outras:

  • Assim não vai dar sempre os mesmos a pagar;
  • Taxar o capital é urgência nacional;
  • A luta continua troikas para a rua;
  • É só cortar e roubar a quem vive a trabalhar;
  • O programa de agressão só aumenta a exploração;
  • É preciso é urgente uma política diferente;
  • O custo de vida aumenta o povo não aguenta;
  • Abril de novo com a força do povo;
  • É mesmo necessário o aumento do salário;
  • Está na hora, está na hora do governo ir embora.

 

 

Já no Largo do Rossio, Joana Dias, dirigente da InterJovem, reclamou mais respeito pelos direitos dos jovens trabalhadores, "que estão confrontados com um enorme desemprego, baixos salários, muita precariedade e emigração forçada" e afirmou que a luta vai continuar e cada vez mais forte. É pela luta que se criam as condições para derrotar o programa de agressão.

Adelino Nunes, Coordenador da União dos Sindicatos, abordou temas relacionados com a austeridade e a recessão, o aumento da exploração e do empobrecimento, do desemprego, dos cortes na protecção social, da redução dos salários e pensões, das injustiças e desigualdades e do aproveitamento por parte de patrões sem escrúpulos da situação do país.

Continuando, afirmou que a luta é o caminho para travar e derrotar uma política que está a levar o país ao desastre económico e social. Luta que vai prosseguir com uma concentração junto do Palácio de Belém, no dia 25 de Maio, para exigir do Presidente da República, a demissão do Governo e a realização de eleições antecipadas.

Luta que não pára e que terá no dia 30 de Maio (feriado do Corpo de Deus agora suspenso), um dia de protesto em todo o país, nos locais de trabalho dos sectores privado e público, contra o roubo dos feriados e do trabalho gratuito.


 

DIF/USA/CGTP-IN

Aveiro, 1 de Maio de 2013

 

 

Actualizado em (Quarta, 12 Junho 2013 21:51)

Continuar...

 

PostHeaderIcon 1.º de Maio em Aveiro

Programa em formato pdf para descarregar e distribuir.

Manifesto em formato pdf para descarregar e distribuir.

Itinerários em formato pdf para a Organização.


Actualizado em (Quarta, 01 Maio 2013 19:53)

Continuar...

 

PostHeaderIcon Comemorações do 25 de Abril

Documento ampliado em formato pdf para distribuição (2Mbytes)

Actualizado em (Quarta, 01 Maio 2013 19:53)

 

PostHeaderIcon MARCHA CONTRA O EMPOBRECIMENTO – MUDAR DE POLÍTICA E DE GOVERNO

MARCHA CONTRA O EMPOBRECIMENTO – MUDAR DE POLÍTICA E

DE GOVERNO

CHUVA NÃO IMPEDIU GRANDE MARCHA

O tempo chuvoso que se fez sentir em Santa Maria da Feira, criou dificuldades objectivas na participação de muitas pessoas na Marcha, mas não impediu que muitas centenas de marchantes participassem na Marcha com início na Av. 5 de Outubro, junto ao E.Leclerc, até ao Largo da República, em frente à Câmara Municipal.


Não obstante o tempo que se fazia sentir foi uma Marcha animada como o comprovam as diversas palavras de ordem gritadas designadamente: “é mesmo necessário o aumento do salário; os salários a baixar e os lucros a aumentar; assim não vai dar sempre os mesmos a pagar; a precariedade é injusta os jovens estão em luta; desemprego em Portugal é vergonha nacional; serviços públicos sim privatização não; o programa de agressão só aumenta a exploração e a luta continua Governo para a rua”.

Já no Largo da República, Adelino Nunes, coordenador da União dos Sindicatos de Aveiro, fez uma pequena intervenção onde deu a conhecer alguns dados do relatório social do distrito, que serve de testemunho nesta marcha.

Arménio Carlos, Secretário-geral da CGTP-IN, fez uma intervenção relevando a necessidade de continuarmos a luta pela mudança de política e de Governo. No final os marchantes aprovaram por unanimidade uma resolução contra o Empobrecimento, pelo aumento dos salários, contra a destruição das Funções Sociais do Estado e exigindo a convocação de eleições, na perspectiva de criação de um novo Governo e uma nova política, de Esquerda.

Actualizado em (Quinta, 25 Abril 2013 20:59)

 

PostHeaderIcon 6 a 13 de Abril, marcha contra o empobrecimento

Documento em formato pdf para distribuição

Documento em formato pdf para distribuição

Actualizado em (Quinta, 18 Abril 2013 22:31)

 
Mais artigos...